QUEM SOMOS

O Grupo de Estudos Tapajós tem a participação de nove empresas, que decidiram se reunir para estudar dois Aproveitamentos Hidroelétricos (AHE) localizados na Bacia do Rio Tapajós: São Luiz do Tapajós (6.133 MW) e Jatobá (2.338 MW), ambas localizadas no Rio Tapajós. Considerada um dos maiores potenciais hidrelétricos disponíveis no Brasil, essa área em estudo será capaz de permitir uma forte expansão da oferta de energia elétrica dentro da vocação do país em produzir eletricidade por meio de seus rios. Uma energia limpa, renovável e barata.

Atualmente o Grupo está elaborando os estudos de viabilidade técnica-econômica e os estudos ambientais. O Grupo é composto pelas empresas Eletrobras, Eletronorte, GDF SUEZ, EDF, Neoenergia, Camargo Corrêa, Endesa Brasil, Cemig e Copel, companhias com perfis distintos e complementares, todas com ampla experiência no setor elétrico brasileiro.

Conheça mais cada empresa

Maior companhia do setor de energia elétrica da América Latina, a Eletrobras é uma empresa de capital aberto, controlada pelo governo brasileiro, que atua nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica. Com foco em rentabilidade, competitividade, integração e sustentabilidade, a companhia lidera um sistema composto de 12 subsidiárias, uma empresa de participações (Eletrobras Eletropar), um centro de pesquisas (Eletrobras Cepel) e metade do capital de Itaipu Binacional, que reúnem 28 mil colaboradores de Norte a Sul do Brasil. A companhia é responsável por 35,5% do total da capacidade de geração do Brasil. São 37 usinas hidrelétricas, 120 termelétricas, três eólicas e duas termonucleares. Além disso, as empresas Eletrobras são responsáveis por 61.534 quilômetros de linhas de transmissão, o que representa 55% do total das linhas do Brasil. Na área de distribuição, a Eletrobras leva seus serviços aos cidadãos dos Estados do Amazonas, do Acre, do Piauí, de Alagoas, de Roraima e de Rondônia, totalizando 6% dos consumidores brasileiros.

A Centrais Elétricas do Norte do Brasil S.A. (Eletronorte), sociedade anônima de economia mista e subsidiária da Eletrobras, é uma concessionária de serviço público de energia elétrica. Criada em 20 de junho de 1973, com sede no Distrito Federal, gera e fornece energia elétrica aos nove estados da Amazônia Legal – Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Por meio do Sistema Interligado Nacional, também fornece energia a compradores das demais regiões do País. Dos 26 milhões de habitantes que vivem na Região Amazônica, mais de 15 milhões se beneficiam da energia elétrica gerada pela empresa em suas quatro hidrelétricas – Tucuruí (PA), a maior usina genuinamente brasileira e a quarta do mundo, Coaracy Nunes (AP), Samuel (RO) e Curuá-Una (PA) – e em parques termelétricos. A potência total instalada é de 9.294,33 megawatts e os sistemas de transmissão contam com mais de 9.888,02 quilômetros de linhas. A empresa também conta com um quadro próprio de 3.757 empregados.

A GDF SUEZ é um grupo empresarial privado francês, o segundo maior do mundo no ramo de energia. Atua na geração e distribuição de eletricidade, gás natural, energia renovável e engenharia. A GDF SUEZ é também a maior empresa de serviços públicos no mundo em volume de negócios, e a maior produtora independente de energia. A empresa desenvolve suas atividades com base em um modelo de crescimento responsável para lidar com os maiores desafios energéticos e ambientais atuais. Oferece soluções inovadoras e altamente eficientes, utilizando tecnologia de ponta, fontes diversificadas de suprimentos de gás, geração de energia elétrica flexível e de baixa emissão. A GDF SUEZ está presente em mais de 150 países e conta com uma equipe de 220.000 funcionários em todo o mundo.

A GDF SUEZ está presente no Brasil há mais de 50 anos e conta com mais de 2.200 colaboradores no país. Através da Tractebel Energia S.A, o Grupo é o maior produtor privado de energia elétrica, responsável por 7% da capacidade total instalada do país. Seu parque gerador conta com 22 usinas hidrelétricas, eólicas e termelétricas, sendo que 84% da capacidade é de fontes limpas e renováveis.

O Grupo Neoenergia está entre os 40 maiores grupos privados do país. Presente em 12 estados, atua em toda a cadeia de energia: geração, transmissão, distribuição e comercialização. Desde a sua constituição até dezembro de 2012, acumula investimentos da ordem de R$ 24 bilhões.

Na área de distribuição de energia, possui 9,6 milhões de unidades consumidoras na Bahia, Pernambuco e Rio Grande do Norte, por meio de suas concessionárias Coelba, Celpe e Cosern, respectivamente. Na área de geração, também se destaca: possui capacidade instalada de 1.558 megawatts (MW) e deve chegar a 4.087 MW até 2019, por meio de novos empreendimentos como as usinas de Teles Pires, Baixo Iguaçu, Belo Monte e os 10 parques eólicos, estes em construção em parceria com a  Iberdrola.

 

O Grupo EDF, um dos líderes no mercado europeu da energia, é uma empresa integrada de energia, atuante em todas as áreas do setor: geração, transmissão, distribuição, fornecimento de energia e comercialização. O Grupo EDF é líder na produção de eletricidade na Europa. Na França, ele possui principalmente instalações nucleares e hidrelétricas, sendo que 95,9% de sua produção de eletricidade é livre de CO2.

As subsidiárias de distribuição e transmissão da EDF na França operam 1.285.000 km de linhas de baixa e média tensão, aéreas e subterrâneas, e cerca de 100.000 km de redes de alta e extra-alta tensão. O Grupo fornece energia e serviços para cerca de 28,6 milhões de clientes na França. O Grupo EDF apresentou em 2012 receita de 72,7 bilhões de Euros, dos quais 46,2% fora da França. O Grupo EDF está listado na Bolsa de Paris e é membro do índice CAC 40.

A Endesa Brasil S. A. é uma holding que reúne empresas do setor elétrico, nos segmentos de geração (Endesa Cachoeira e Endesa Fortaleza), transmissão e conversão (Endesa Cien), distribuição (Ampla e Coelce) e prestação de serviços (Prátil). Está entre as cinco maiores empresas privadas do setor no Brasil. Com operações nos Estados do Rio de Janeiro, do Ceará, de Goiás e do Rio Grande do Sul, a empresa tem sede em Niterói (RJ). Os serviços de distribuição são destinados a consumidores residenciais, comerciais, industriais, rurais e de setores públicos. Na geração, são atendidas distribuidoras, comercializadoras e clientes livres de diferentes regiões do País. A Prátil tem como clientes pessoas físicas e jurídicas no Ceará e no Rio de Janeiro. Em 2011, a Endesa Cien passou a prestar serviço de transmissão para o sistema brasileiro, por meio de contrato com o Operador Nacional do Sistema (ONS), fazendo a integração energética Brasil-Argentina. A Endesa Brasil investe em diversas ações com projetos de educação e projetos sociais, que são focados em iniciativas de educação para o consumo consciente e disseminação de conceitos e práticas de responsabilidade socioambiental.

Com presença na América Latina e África, a construtora brasileira Camargo Corrêa executa projetos de infraestrutura de grande porte e de alta complexidade logística, construtiva e de engenharia. Em mais de 73 anos de atuação, constam em seu portfólio algumas das mais importantes obras brasileiras dos segmentos de Energia, Construções Industriais, Óleo & Gás e Infraestrutura, entre outros. Com quadro de aproximadamente 25 mil profissionais, a Construtora Camargo Corrêa aplica em seus projetos políticas de gestão que resultam na obtenção das principais certificações de qualidade, segurança e saúde ocupacional, meio ambiente e responsabilidade social. Mais informações: www.construtoracamargocorrea.com

Criada em 1954, a Companhia Paranaense de Energia vem ao longo das últimas décadas consolidando-se como uma das mais importantes empresas do setor elétrico brasileiro. Atualmente, a empresa atua em dez Estados e detém um parque gerador próprio com 20 usinas (18 hidrelétricas, uma termelétrica e uma eólica) – que totalizam 4.736 megawatts de potência instalada – além da participação em outros cinco empreendimentos de geração, que somam 653 megawatts de potência instalada. A rede de transmissão da empresa inclui 31 subestações e mais de 2 mil quilômetros de linhas – número que deve dobrar nos próximos anos. Na área de distribuição de energia, a Copel atende a 396 municípios (um em Santa Catarina e o restante no Paraná), dos quais 393 integralmente e os demais especificamente nas áreas rurais. A Companhia ainda atua no setor de telecomunicações, prestando serviços de conectividade a clientes corporativos e residenciais a partir de um anel de fibras ópticas que chegou, em 2012, a todos os 399 municípios do Paraná, tornando-o o primeiro Estado brasileiro com 100% de cobertura de rede digital.