FOTOS

Detalhe que mostra contato entre a camada de areia média a fina e camada de argila arenosa laterizada (muito alterada, com concentração de hidróxidos de ferro e alumínio) com espessura de 2 a 3 m, em depósito de terraço, na margem esquerda do rio Tapajós
Detalhe que mostra contato entre a camada de areia média a fina e camada de argila arenosa laterizada (muito alterada, com concentração de hidróxidos de ferro e alumínio) com espessura de 2 a 3 m, em depósito de terraço, na margem esquerda do rio Tapajós
Formação de alagadiço e assoreamento
Formação de alagadiço e assoreamento
Solos de alteração e residuais espessos que caracterizam o relevo de Colinas Pequenas. Nota-se processos de erosão laminar e em sulcos de média intensidade
Solos de alteração e residuais espessos que caracterizam o relevo de Colinas Pequenas. Nota-se processos de erosão laminar e em sulcos de média intensidade
Seixos angulosos, subarredondados e arredondados que constituem o conglomerado do terraço na margem direita do rio Tapajós, na Vila Palmital
Seixos angulosos, subarredondados e arredondados que constituem o conglomerado do terraço na margem direita do rio Tapajós, na Vila Palmital
Camada de cascalho com seixos arredondados e subarredondados de quartzo com diâmetros de 1 a 5 cm
Camada de cascalho com seixos arredondados e subarredondados de quartzo com diâmetros de 1 a 5 cm
Depósito de terraço constituído no topo por camadas de argila arenosa com grânulos de laterita, que ocorrem intercalados por camadas de cascalho de quartzo
Depósito de terraço constituído no topo por camadas de argila arenosa com grânulos de laterita, que ocorrem intercalados por camadas de cascalho de quartzo
Terraço da margem esquerda do rio Tapajós, elevado de 15 a 18 m sobre a planície de inundação, mostrando cicatrizes de escorregamento que ocorrem durante a época de cheias, associados ao solapamento de margens
Terraço da margem esquerda do rio Tapajós, elevado de 15 a 18 m sobre a planície de inundação, mostrando cicatrizes de escorregamento que ocorrem durante a época de cheias, associados ao solapamento de margens
Terraço formado por topo plano limitado por bordas abruptas e elevadas em até 15m sobre a planície de inundação, da margem esquerda do rio Tapajós. Os terraços correspondem à antiga planície de inundação abandonada pelo rio e não mais atingida pelas cheias
Terraço formado por topo plano limitado por bordas abruptas e elevadas em até 15m sobre a planície de inundação, da margem esquerda do rio Tapajós. Os terraços correspondem à antiga planície de inundação abandonada pelo rio e não mais atingida pelas cheias
Terreno plano pouco ondulado que constitui Terraço do rio Tapajós nas proximidades de Itaituba, próximo ao contato com relevo de colinas pequenas
Terreno plano pouco ondulado que constitui Terraço do rio Tapajós nas proximidades de Itaituba, próximo ao contato com relevo de colinas pequenas
Detalhe mostrando camada de areia muito fina, em contato com argila siltosa, que constituem os depósitos de Planície de inundação do rio Tapajós
Detalhe mostrando camada de areia muito fina, em contato com argila siltosa, que constituem os depósitos de Planície de inundação do rio Tapajós
Detalhe em que mostra camada de argila siltosa  (tipo de solo) com plintita (mistura de argila com grãos de quartzo e outros minerais), com espessura de 80 cm, que ocorre no topo dos depósitos de sedimentos (aluviais) de planície de inundação do rio Tapajós
Detalhe em que mostra camada de argila siltosa (tipo de solo) com plintita (mistura de argila com grãos de quartzo e outros minerais), com espessura de 80 cm, que ocorre no topo dos depósitos de sedimentos (aluviais) de planície de inundação do rio Tapajós
Planície fluvial do Igarapé Urubu contínua e com larguras de 400 a 500 m, constituída por sedimentos argilo- siltosos com níveis de matéria orgânica e canal encaixado em até 2 m na planície
Planície fluvial do Igarapé Urubu contínua e com larguras de 400 a 500 m, constituída por sedimentos argilo- siltosos com níveis de matéria orgânica e canal encaixado em até 2 m na planície
Lagoa formada pelo barramento de canal fluvial pela BR – 320, na planície fluvial estreita de afluente do Igarapé da Montanha
Lagoa formada pelo barramento de canal fluvial pela BR – 320, na planície fluvial estreita de afluente do Igarapé da Montanha
Terrenos planos formados pela associação da planície de inundação alagada anualmente, e brejos que formam a planície fluvial de pequeno afluente da margem esquerda do rio Tapajós.
Terrenos planos formados pela associação da planície de inundação alagada anualmente, e brejos que formam a planície fluvial de pequeno afluente da margem esquerda do rio Tapajós.
Plano alagadoAlagadiço na Planície fluvial estreita do rio das Pedras, afluente da margem esquerda do rio Jamanxim
Plano alagado
Alagadiço na Planície fluvial estreita do rio das Pedras, afluente da margem esquerda do rio Jamanxim
Medição de LateritaSolo em medição de nível de laterita - formação de rochas composta de crostas terrestres absorvidas por causa de intemperismo químico de rochas preexistentes
Medição de Laterita
Solo em medição de nível de laterita - formação de rochas composta de crostas terrestres absorvidas por causa de intemperismo químico de rochas preexistentes
Medição de LateritaSolo em medição de nível de laterita - formação de rochas composta de crostas terrestres absorvidas por causa de intemperismo químico de rochas preexistentes
Medição de Laterita
Solo em medição de nível de laterita - formação de rochas composta de crostas terrestres absorvidas por causa de intemperismo químico de rochas preexistentes
Geomorfologia – São Luiz do Tapajós

Galeria de imagens das análises geomorfológicas (estudo das formas da superfície terrestre) – Crédito das fotos: Divulgação CNEC WorleyParsons

No Rio Tapajós, próximo a Itaituba - Crédito: Eletrobras
Algumas fotos da região do Tapajós
VEJA MAIS FOTOS
Em Itaituba, a Escola Anchieta recebeu moradores que buscavam informações sobre as hidrelétricas
Fim das dúvidas sobre as hidrelétricas
VEJA MAIS FOTOS
População da Comunidade Terra Preta recebe informações dos projetos hidrelétricos - 05-04-2013
Hidrelétricas desmistificadas
VEJA MAIS FOTOS
Arenito muito grosso em paredão ruiniforme da ME do rio Tapajós, na localidade conhecida como Vila Braga
Estudos de Geologia
VEJA MAIS FOTOS
Coleta na margem do rioEspecialistas pesquisam formas imaturas de mosquitos em uma depressão de rocha na margem do Rio Jamanxim
Entomofauna vetora (insetos)
VEJA MAIS FOTOS
CamaloteEspécie de Eichornia crassipes, conhecido como camalote, planta conhecida pelo uso na confecção de artesanato
Macrófitas Aquáticas – São Luiz do Tapajós
VEJA MAIS FOTOS