DESTAQUE

Diálogo Tapajós visita comunidades e apresenta novos materiais sobre as AHEs no rio Tapajós

Entre os dias 2 e 3 de maio, a equipe de campo do Diálogo Tapajós visitou as comunidades Igarapé Preto, Comandante Teixeira, as Vilas Periquito-São Francisco e Rayol. Também esteve em Vila Pimental, localizada no município de Trairão. O objetivo foi atualizar as famílias que moram nessas localidades sobre o futuro empreendimento hidrelétrico São Luiz do Tapajós.

Dentre os materiais apresentados, além da disponibilização do RIMA, duas novidades. A primeira é o boletim informativo “Voadeira”, publicação de oito páginas, ilustrada com infográficos, sobre a AHE SLT. De leitura rápida e didática, traz informações atualizadas sobre os Estudos, além da Agenda de

Desenvolvimento Territorial do governo federal, resumo sobre a Consulta Prévia e o Componente Indígena, entre outros temas importantes.

O outro material são os DVDs “Compilações das Interações Sociais”, com registros captados em 15 localidades, gravados desde o início do projeto, em agosto 2012. São depoimentos de moradores e lideranças comunitárias, com suas especificidades históricas, social, cultural, questionamentos e demandas. Com os DVDs, eles podem rever esses momentos e trazer novas reflexões para o debate, juntamente com o pessoal de campo do DT.

Além da preocupação com o que pode impactar as localidades, caso as obras da hidrelétricas sejam aprovadas, os moradores falaram sobre outros problemas que os afetam diariamente. Um deles é a grilagem de terras. Em Comandante Teixeira, por exemplo, reclamaram da invasão de lotes e alertaram que alguns dos supostos “invasores” portavam o Cadastro Ambiental Rural. Para coibir as invasões, reivindicam maior presença e fiscalização do INCRA, do Sindicato Rural e do Ministério Público.

Outra questão presente é o garimpo. Segundo uma liderança comunitária local, os donos de balsas continuam a explorar ouro. No garimpo de Periquitos (Remanso dos Macacos), dragas maiores já fazem extração às margens do rio Tapajós, ao lado das pequenas dragas, consideradas de baixo impacto ambiental. O Sindicado dos Mineradores do Pará estima que, apenas em Itaituba, sejam retirados cerca de 250 quilos de ouro por mês.

Publicação do Projeto Diálogo Tapajós de Comunicação e Interação

Social nos Estudos dos Aproveitamentos Hidrelétricos São Luiz do Tapajós e Jatobá Publicação

Na Vila Rayol, a preocupação é com os possíveis impactos para quem vive no entorno da futura obra, como tráfego pesado de caminhões, remoção de famílias durante a construção, segurança e poluições sonora e ambiental. Essas famílias não foram cadastradas, pois não moram na chamada Área Diretamente Atingida (ADA).reuniao_tapajos

VOLTAR

Outras notícias

16/11/2015 | 14:08

DIÁLOGO TAPAJÓS PROSSEGUE INTERAÇÕES EM ESCOLA E ENTIDADES DE JACAREACANGA E ITAITUBA

Para levar mais informações sobre as etapas do Licenciamento Ambiental do AHE Jatobá e do andamento dos estudos de impacto ambiental (EIA), a equipe do Diálogo Tapajós foi convidada a falar sobre o aproveitamento hidrelétrico, para professores e estudantes dos 1º, 2º e 3º anos letivos da Escola Estadual Brigadeiro Haroldo Coimbra Veloso, nos turnos [...]

CONTINUE LENDO
14/09/2015 | 20:39

Diálogo Tapajós cumpre agenda sobre o AHE Jatobá em Jacareacanga

A equipe do Diálogo Tapajós esteve em Jacareacanga, entre os dias 3 e 6 de setembro, para uma série de reuniões na cidade e com comunidades ribeirinhas. Cumpriu interações na Prefeitura, Secretarias municipais (entre elas a de Assuntos Indígenas, de Meio Ambiente, Obras, Saúde, Agricultura e Mineração), Câmara de Vereadores, Colônia de Pescadores, Sindicato dos [...]

CONTINUE LENDO
10/09/2015 | 21:38

Diálogo Tapajós cumpre nova agenda sobre o AHE São Luiz do Tapajós em Trairão e Itaituba

Entre 28 de agosto e 1 de setembro, a equipe do Diálogo Tapajós cumpriu agenda em Trairão, município com 12 mil km² e cerca de 16.500 habitantes, localizado a 70km de Itaituba, para dar continuidade às atividades desenvolvidas em campo. Aconteceram reuniões na Prefeitura e Câmara Municipal; em bairros urbanos, na comunidade Nova Esperança e [...]

CONTINUE LENDO