USINAS DO TAPAJÓS

O Grupo de Estudos Tapajós se propõe a estudar as Usinas Hidrelétricas de São Luiz do Tapajós e de Jatobá, identificadas nos “Estudos de Inventário Hidrelétrico dos Rios Tapajós e Jamanxim” e que estão sendo planejadas dentro do conceito de usina-plataforma. Esse conceito estabelece o máximo de preservação ambiental no entorno dos empreendimentos. As usinas produzirão energia limpa e renovável para o país.

Dados Técnicos

Os empreendimentos que estão sendo estudados no momento são os seguintes:

São Luiz do Tapajós

Potência instalada: 8.040 MW
Energia Assegurada: 4.012 MW médios
Rio: Tapajós
Turbinas: Kaplan
Quantidade de turbinas: 38
Municípios afetados: Itaituba, Trairão
Área do reservatório: 729 km²
Área inundada pelo reservatório: 376 km² (descontada a área do rio)
Níveis d’água: 50 m (montante) / 14,1 m (jusante)
Comprimento de barragem: 7.608 metros
Altura máxima da barragem: 53 metros

Jatobá

Potência instalada 2.338 MW
Energia Assegurada: 1.282 MW médios
Rio: Tapajós
Turbinas: Bulbo
Quantidade de turbinas: 40
Municípios afetados: Itaituba, Jacareacanga
Área do reservatório: 646,3 km²
Área inundada pelo reservatório: 204 km² (descontada a área do rio)
Níveis d’água: 66 m (montante) / 50 m (jusante)
Comprimento de barragem: 1.287 metros
Altura máxima da barragem: 35,5 metros